Arquivo da categoria: Angelologia: O Estudo Sobre Os Anjos

A Doutrina dos Anjos

Anjos


Anjos

Os Anjos foram criados por Deus antes da criação do mundo físico. Muitas vezes a expressão “exército dos céus” refere aos anjos: Gen. 2:1, Salmo 33:6, Nee. 9:6.
São seres espirituais portanto não possuem limitações físicas, nem sofrem influencia da lei da gravidade, podendo se locomover de um lugar para outro com extrema rapidez. Por serem superiores à matéria, podem tomar formas humana das quando assim for necessário: Gen. 18:1-2, 19:1, Jos. 5:13-15, At. 12:6-8. São imortais: Lc. 20:36.
Embora, alguns movimentos (ex: Nova Era) nos apresentem os anjos sendo seres com aparência de crianças bochechudas, com cara de sapeca, parecendo frágeis, a Bíblia nos mostra que não é bem assim a forma de alguns acontecimentos, que realmente esses seres são capacitados de poder, força e autoridade:

1. Dois anjos foram enviados para destruir Sodoma e Gomorra (Gen 19:1 e 13)

2. Apenas um anjo seria suficiente para destruir toda Jerusalém(1 Cro. 21:15)

3. Um anjo removeu a pedra do sepulcro de Jesus, quando para isso, era necessário a força de vários homens.(Mat. 28:2)

4. Bastará um anjo para segurar o próprio satanás e amarrá-lo por mil anos (Ap. 20:1-3)

5. No Livro de Apocalipse, Quatro anjos têm poder sobre os ventos da Terra.(Ap. 7:2-3)
Embora tenham poderes, eles são limitadas (2 Sam 24:16)

Outras características:

* Possuem sabedoria.(2 Sam 15:20)
* Louvam e adoram ao Senhor.(Salmo 148-2, Ap. 7:11 )
* Protegem os salvos (Salmo 34:7) se alegram quando um pecador se arrepende.(Lc. 15:10)
* Não aceitam ser adorados.(Ap. 22:9)
* São Curiosos (1Ped, 1:10-12)
* Conversam entre si (Ap. 14:18)
* Pelejam contra demônios (Dan. 10:13, Ap. 12:7-8)

O Anjo do Senhor


O Anjo do Senhor -  Relação completa de versos com Cristofanias

As referências a “o Anjo do Senhor” (note o artigo definido “o”, e não o indefinido “um”; e note a inicial maiúscula em “Anjo”) ou a “O Anjo de Deus” (idem), no Velho Testamento, são convenções de grafia para indicar teofanias (aparições de Deus em forma humana) ou, mais técnica e precisamente falando, para indicar cristofanias (aparição do Verbo eterno, a segunda pessoa da Trindade, em forma humana, antes de Sua encarnação, antes de tomar carne no ventre de Maria). A prova disso é que, nesses contextos, tal “Anjo” é diretamente dito ser Deus, ou é dito ter os atributos (ou exercer as ações) prerrogativas, exclusivas, identificatórias de Deus.
Uma vez que nenhuma Bíblia é consistente em sempre usar o artigo definido e a inicial maiúscula em “o Anjo” ou em pronomes a Ele referentes (as Bíblias que chegam mais perto de perfeita consistência neste uso são a King James Bible (The Authorized Version) de 1611, e a Young’s Literal Translation. Nenhuma Bíblia impressa em Português coloca “Anjo” com inicial maiúscula em local nenhum, nenhuma é sempre consistente em usar “o” ao invés de “um”), colocaremos abaixo todos os versos em que nós mesmos tomamos uma caneta e fizemos as devidas correções em todas as nossas Bíblias:
Versos que provam que o “Anjo do Senhor” e o “Anjo de Deus” são teofanias ou cristofanias.

Gênesis 18

1 Depois apareceu-lhe o SENHOR nas planícies de Manre, estando ele assentado à porta da tenda, no maior calor do dia.

2 E levantou os seus olhos, e olhou, e eis três homens em pé junto a ele. E vendo-os, correu da porta da tenda ao seu encontro e inclinou-se à terra,

3 E disse: Meu Senhor, se agora tenho achado graça aos Teus olhos, rogo-Te que não passes de Teu servo.

4 Rogo-Te, que um pouco de água seja recebido, e lavai os vossos pés, e recostai-vos debaixo desta árvore;

5 E trarei um bocado de pão, para que conforteis os vossos corações; depois passareis adiante, porquanto por isso chegastes até vosso servo. E disseram: Assim faze como disseste.

6 E Abraão apressou-se em ir ter com Sara à tenda, e disse-lhe: Toma depressa três medidas de flor de farinha, amassa-a e faze bolos.

7 E correu Abraão às vacas, e tomou uma vitela filha da manada, tenra e boa, e deu-a ao seu moço, que se apressou em prepará-la.

8 E tomou manteiga e leite, e a vitela que tinha preparado, e pôs tudo diante deles, e ele estava em pé junto a eles debaixo da árvore; e comeram.

9 E disseram-lhe: Onde está Sara, tua esposa? E ele disse: Ei-la aí na tenda.

10 E (O SENHOR) disse: Certamente tornarei a ti segundo o tempo da vida; e eis que Sara tua esposa terá um filho. E Sara escutava à porta da tenda, que estava atrás dele.

11 E eram Abraão e Sara já velhos, e adiantados em idade; já a Sara havia cessado o costume das mulheres.

12 Assim, pois, riu-se Sara dentro de si mesma, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho?

13 E disse o SENHOR a Abraão: Por que se riu Sara, dizendo: Na verdade darei eu à luz ainda, havendo já envelhecido?

14 Haveria coisa alguma difícil ao SENHOR? Ao tempo determinado tornarei a ti, segundo o tempo da vida, e Sara terá um filho.

15 E Sara negou, dizendo: Não me ri; porquanto temeu. E Ele disse: Não digas isso, porque te riste.

16 E levantaram-se aqueles homens dali, e olharam para o lado de Sodoma; e Abraão ia com eles, acompanhando-os.

17 E disse o SENHOR: Ocultarei Eu a Abraão o que faço,

18 Visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação, e nele serão benditas todas as nações da terra?

19 Porque Eu o tenho conhecido, e sei que ele há de ordenar a seus filhos e à sua casa depois dele, e eles guardarão o caminho do SENHOR, para agir com justiça e juízo; para que o SENHOR faça vir sobre Abraão o que acerca dele tem falado.

20 Disse mais o SENHOR: Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito,

21 Descerei agora, e verei se com efeito têm praticado segundo o clamor que é vindo até Mim; e se não, sabê-lo-ei.

22 Então viraram aqueles homens os rostos dali, e foram-se para Sodoma; mas Abraão ficou ainda em pé diante da face do SENHOR.

23 E chegou-se Abraão, dizendo: Destruirás também o justo com o ímpio?

24 Se porventura houver cinqüenta justos na cidade, destruirás também, e não pouparás o lugar por causa dos cinqüenta justos que estão dentro dela?

25 Longe de Ti que faças tal coisa, que mates o justo com o ímpio; que o justo seja como o ímpio, longe de Ti seja. Não faria justiça o Juiz de toda a terra?

26 Então disse o SENHOR: Se Eu em Sodoma achar cinqüenta justos dentro da cidade, pouparei a todo o lugar por amor deles.

27 E respondeu Abraão dizendo: Eis que agora me atrevi a falar ao Senhor, ainda que sou pó e cinza.

28 Se porventura de cinqüenta justos faltarem cinco, por falta desses cinco destruirás toda a cidade? E disse: Não a destruirei, se Eu achar ali quarenta e cinco.

29 E continuou ainda a falar-Lhe, e disse: Se porventura se acharem ali quarenta? E disse: Não o farei por amor dos quarenta.

30 Disse mais: Ora, não se ire o Senhor, se eu ainda falar: Se porventura se acharem ali trinta? E disse: Não o farei se achar ali trinta.

31 E disse: Eis que agora me atrevi a falar ao Senhor: Se porventura se acharem ali vinte? E disse: Não a destruirei por amor dos vinte.

32 Disse mais: Ora, não se ire o Senhor, que ainda só mais esta vez falo: Se porventura se acharem ali dez? E disse: Não a destruirei por amor dos dez.

33 E retirou-se o SENHOR, quando acabou de falar a Abraão; e Abraão tornou-se ao seu lugar.
Gênesis 32:

24 Jacó, porém, ficou só; e ali lutou com ele um Varão, até a aurora subir.

25 E vendo Este que não prevalecia contra ele, tocou a juntura de sua coxa, e se deslocou a juntura da coxa de Jacó, lutando com Ele.

26 E o Varão disse: Deixa-Me ir, porque já a aurora subiu. Porém ele disse: Não Te deixarei ir, se não me abençoares.

27 E disse-lhe: Qual é o teu nome? E ele disse: Jacó.

28 Então o Varão disse: Teu nome não mais será chamado Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste.

29 E Jacó Lhe perguntou, e disse: Dize-me, peço-Te, o Teu nome. E disse: Por que perguntas pelo Meu nome? E abençoou-o ali.

30 E chamou Jacó o nome daquele lugar Peniel, porque dizia: Tenho visto a Deus face a face, e a minha vida está preservada.

31 E saiu-lhe o sol, quando atravessava Peniel; e manquejava da sua coxa.

32 Por isso os filhos de Israel não comem o nervo encolhido, que está sobre a juntura da coxa, até ao dia de hoje; porquanto o Varão tocara a juntura da coxa de Jacó no nervo encolhido.

Êxodo 3:

2 E apareceu-lhe o Anjo do SENHOR em uma chama de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia.

3 E Moisés disse: Agora me virarei para lá, e verei esta grande visão, porque a sarça não se queima.

4 E vendo o SENHOR que ele se virava para ver, bradou Deus a ele do meio da sarça, e disse: Moisés, Moisés. Respondeu ele: Eis-me aqui.

5 E disse: Não te chegues para cá; tira os sapatos de teus pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa.

6 Disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó. E Moisés escondeu o seu rosto, porque temeu olhar para Deus.

Juízes 6:

11 Então o Anjo do SENHOR veio, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo ao lado do lagar, para o salvar dos midianitas.

12 Então o Anjo do SENHOR lhe apareceu, e lhe disse: O SENHOR é contigo, homem valoroso.

13 Mas Gideão lhe respondeu: Ai, Senhor meu, se o SENHOR é conosco, por que tudo isto nos sobreveio? E que é feito de todas as Suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o SENHOR subir do Egito? Porémagora o SENHOR nos desamparou, e nos deu nas mãos dos midianitas.

14 Então o SENHOR olhou para ele, e disse: Vai nesta tua força, e livrarás a Israel das mãos dos midianitas; porventura não te enviei Eu?

15 E ele lhe disse: Ai, Senhor meu, com que livrarei a Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai.

16 E o SENHOR lhe disse: Porquanto Eu hei de ser contigo, tu ferirás aos midianitas como se fossem um só homem.

17 E ele disse: Se agora tenho achado graça aos Teus olhos, dá-me um sinal de que és Tu que falas comigo.

18 Rogo-Te que daqui não Te apartes, até que eu volte e traga o meu presente, e o ponha perante Ti. E disse: Eu esperarei até que voltes.

19 E entrou Gideão e preparou um cabrito e pães ázimos de um efa de farinha; a carne pôs num cesto e o caldo pôs numa panela; e trouxe-Lho até debaixo do carvalho, e Lho ofereceu.

20 Porém o Anjo de Deus lhe disse: Toma a carne e os pães ázimos, e põe-nos sobre esta penha e derrama-lhe o caldo. E assim fez.

21 E o Anjo do SENHOR estendeu a ponta do cajado, que estava na Sua mão, e tocou a carne e os pães ázimos; então subiu o fogo da penha, e consumiu a carne e os pães ázimos; e o Anjo do SENHOR desapareceu de seus olhos.

22 Então viu Gideão que era o Anjo do SENHOR e disse: Ah, Senhor DEUS, pois vi o Anjo do SENHOR face a face.

Juízes 13:

3 E o Anjo do SENHOR apareceu a esta esposa, e disse-lhe: Eis que agora és estéril, e nunca tens concebido; porém conceberás, e terás um filho.

4 Agora, pois, guarda-te de beber vinho, ou bebida forte, ou comer coisa imunda.

5 Porque eis que tu conceberás e terás um filho sobre cuja cabeça não passará navalha; porquanto o menino será nazireu de Deus desde o ventre; e ele começará a livrar a Israel da mão dos filisteus.

6 Então a esposa entrou, e falou a seu marido, dizendo: Um homem de Deus veio a mim, cuja aparência era semelhante do Anjo de Deus, terribilíssima; e não Lhe perguntei donde era, nem Ele me disse o Seu nome.

7 Porém disse-me: Eis que tu conceberás e terás um filho; agora pois, não bebas vinho, nem bebida forte, e não comas coisa imunda; porque o menino será nazireu de Deus, desde o ventre até ao dia da sua morte.

8 Então Manoá orou ao SENHOR, e disse: Ah! Senhor meu, rogo-Te que o homem de Deus, que enviaste, ainda venha para nós outra vez e nos ensine o que devemos fazer ao menino que há de nascer.

9 E Deus ouviu a voz de Manoá; e o Anjo de Deus veio outra vez à esposa, e ela estava no campo, porém não estava com ela seu marido Manoá.

10 Apressou-se, pois, a esposa, e correu, e noticiou-o a seu marido, e disse-lhe: Eis que aquele Homem que veio a mim o outro dia me apareceu.

11 Então Manoá levantou-se, e seguiu a sua esposa, e foi àquele Homem, e disse-lhe: és Tu aquele Homem que falou a esta esposa? E disse: Eu sou.

12 Então disse Manoá: Cumpram-se as Tuas palavras; mas qual será o modo de viver e o serviço do menino?

13 E disse o Anjo do SENHOR a Manoá: De tudo quanto Eu disse à esposa guardará ela.

14 De tudo quanto procede da videira não comerá, nem vinho nem bebida forte beberá, nem coisa imunda comerá; tudo quanto lhe tenho ordenado guardará.

15 Então Manoá disse ao Anjo do SENHOR: Ora deixa que Te detenhamos, e Te preparemos um cabrito.

16 Porém o Anjo do SENHOR disse a Manoá: Ainda que Me detenhas, não comerei de teu pão; e se fizeres holocausto o oferecerás ao SENHOR. Porque não sabia Manoá que era o Anjo do SENHOR.

17 E disse Manoá ao Anjo do SENHOR: Qual é o Teu nome, para que, quando se cumprir a Tua palavra, Te honremos?

18 E o Anjo do SENHOR lhe disse: Por que perguntas assim pelo Meu nome, visto que é maravilhoso?

19 Então Manoá tomou um cabrito e uma oferta de alimentos, e os ofereceu sobre uma penha ao SENHOR: e houve-se o Anjo maravilhosamente, observando-O Manoá e sua esposa.

20 E sucedeu que, subindo a chama do altar para o céu, o Anjo do SENHOR subiu na chama do altar; o que vendo Manoá e sua esposa, caíram em terra sobre seus rostos.

21 E nunca mais apareceu o Anjo do SENHOR a Manoá, nem a sua esposa; então compreendeu Manoá que era o Anjo do SENHOR.

22 E disse Manoá à sua esposa: Certamente morreremos, porquanto temos visto a Deus.

Oséias 12:3-4:

3 No ventre pegou do calcanhar de seu irmão, e na sua força lutou com Deus.

4 Teve poder de lutar contra o Anjo, e agüentou a luta; chorou, e Lhe suplicou; em Betel o Anjo o achou, e ali o Anjo falou conosco,

5 Sim, o SENHOR, o Deus dos Exércitos; o SENHOR é o nome memorial dEle (do Anjo).

A Doutrina Dos Anjos


A DOUTRINA DOS ANJOS

Pr. Lúcio Pires

INTRODUÇÃO
A doutrina dos anjos, é fundamentalmente o estudo dos ministros da providência de Deus ( são os agentes especiais de Deus ). Como em toda doutrina, há uma negligência muito grande desta, nas igrejas e entre os Teólogos, que chega a ser verdadeira rejeição. Considerado pelos estudiosos contemporâneos como a mais notável e difícil das matérias. Marco da implantação de grandes seitas e heresias, do mundo atual.

VEJAMOS TRÊS ASPECTOS DE NEGLIGÊNCIA DESTA DOUTRINA:

Primeiro. Desde a antigüidade, os gnósticos prestavam adoração aos anjos (Cl 2:18); depois então, na Idade Média, com as crenças absurdas dos rituais de bruxarias com culto aos anjos, e agora em nossos dias, os estudos cabalísticos personalizados no meio esotérico e místico, ensinam novamente o culto aos anjos, por meio de bruxos sofisticados e modernos. Sabendo que antes de tudo, a existência e ministério dos anjos são fartamente ensinados nas escrituras, por isso, não podemos negligenciar os ensinamentos sagrados.

Segundo. A evidência de possessão demoníaca e adoração a demônios de forma veemente em nossos dias. O apóstolo Paulo parece travar grande luta com a grande idolatria que considerava adoração a demônios ( I Co.10:19-21 ). Nos últimos dias, esta adoração aos demônios e a ídolos deve aumentar bastante (Apc.9:20-21 G.Trib.). A negligência deixa de existir para dar lugar à um crescente pensamento sobre o assunto, especialmente do lado do mal. Não podemos negligenciar tal doutrina.

Terceiro. A prática acentuada do espiritismo que crescerá assustadoramente nos últimos dias, conduzindo homens, mulheres e crianças a profundos caminhos de trevas e cegueira espiritual ( I Tm.4:1-2 ). E ainda a obra de satanás e dos espíritos maléficos, atrapalhando o progresso da graça em nossos próprios corações e a obra de Deus no mundo ( Ef. 6:12 ).
Deveríamos querer saber mais e mais dos ensinamentos sagrados para podermos estar firmes contra as astutas ciladas deste inimigo derrotado, Satanás, o anjo caído. ( Rm.16:20; Ap.12:7-9; 20:1-10).
Dividiremos o assunto de Angelologia em dois capítulos:
1o Cap.– A ORIGEM, A NATUREZA E A QUEDA DOS ANJOS.
2oCap.- A CLASSIFICAÇÃO, E O DESTINO DOS ANJOS.
10 Capítulo
A ORIGEM, A NATUREZA E A QUEDA DOS ANJOS.

5.1. – A ORIGEM DOS ANJOS.

Os anjos não existem desde a eternidade, eles foram criados por Deus no momento de sua criação ( Ne.9:6 – Sl.148:2; Cl.1:16 ). A bíblia não indica com precisão em que parte foram criados, mas podemos entender que isso deve Ter acontecido imediatamente após Ter criado os céus e antes de Ter criado a terra, segundo podemos ver em Jó 38:4-7 – Gn.1:1; 2:1. Não podemos também definir número, mas sabemos que um “exercito” compreende grande quantidade, uma 1″legião” compreende um número grandioso ( Dn.7:10; Mt.26:53; Hb.12:22 ). Deus certamente criou todos de uma só vez, pois os anjos não tem capacidade de propagar-se como o homem ( Mt.22:30 ).
A palavra original correspondente no grego é ( a g g e l o z = angelos ), é usado tanto para mensageiros humanos ( I Rs.19:2; Lc.7:24 e 9:52 ), quanto divinos.

5.1. a – EXPRESSÕES USADAS PARA SE REFERIR AOS ANJOS:

2Filhos de Elohim{Deus}( Jó.1:6 e 2:1; Sl.29:1; 89:6).
Santos ( Sl.89:5-7 ).
Vigias ( Dn.4:13, 17, 23 ).
3Espíritos ( Hb.1:14 ).
Principados, poderes, tronos, dominações e autoridades ( Cl.1:16; Rm.:38; I Co.15:24; Ef.6:12; Cl.2:15 ).
Arcanjos ( I Ts.4:16 e Jd.9 ).

5.1. b – COLETIVOS USADOS PARA OS ANJOS:

Congregação/ assembléia ( Sl.89:6,7 )
Hostes/ Senhor das hostes ( Lc.2:13; Ef.6:12; Hb.12:22 )

5.1. c- TESTEMUNHOS À ORIGEM E EXISTENCIA DOS ANJOS:

Cristo comprovou a existência dos anjos ( Jo.1:51 ).
O Apóstolo Paulo também testemunhou ( Gl.1:8 ).
O próprio Satanás falou dos anjos ( Mat.4:6 ).
O Apóstolo João falou mais de 60 vezes no livro de Apc. ( Apc.1:1 ).
Anjos, então, foram comprovados pelos escritores da Bíblia e pelo próprio Jesus Cristo, como sendo reais. Apesar de toda confusão de todos os tempos, não podemos negligenciar esta grande doutrina – Angelologia.
1 “LEGIÃO OU TROPA” – ENTRE OS ROMANOS CONSTAVA APROXIMADAMENTE 6000 HOMENS.
2 “FILHOS DE DEUS” -ENFATIZA SUA CRIAÇÃO POR DEUS ( CL.1:16 ).
3 “ESPÍRITOS” – ENFATIZA SUA NATUREZA INCORPÓREA.

5.1.1.- O PROPÓSITO DE SUA ORIGEM:

Os anjos foram criados para darem glória , honra e ações de graça a Deus.
Os anjos foram criados para adorarem a Cristo ( Hb.1:6 )
Foram criados para cumprirem os propósitos de Deus:
O ARCANJO: – Proteção de Israel ( Dn.12:1 ).
-Luta contra Satanás ( Judas 9; Apc.12:7 ).
-Anuncia a Vinda de Cristo ( I Tess.4:16 ).
OS QUERUBINS guardam o trono de Deus ( Ez.10:1-4 )4.
OS SERAFINS se preocupam com a adoração a Deus perante o Seu Santo Trono ( Is.6:2-7 )
AS DIFERENTES ORDENS de anjos, assistem a Deus em sua obra Soberana ( Col.1:16 e 2:10; Ef.1:21 e 3:10 )5.

5.2. – A NATUREZA DOS ANJOS.

5.2.a.- NÃO SÃO SERES HUMANOS GLORIFICADOS6 (Hb.12:22,23):
SÃO SERES ESPIRITUAIS –Incorpóreos ( Hb.1:14 ). Não tem corpo físico, mas podem assumir forma corpórea ( Gn.18:19 ). (Sl.104:4; Hb 1:7; Ef.6:2; Mt.8:16; 12:45; Lc.7:21; Apc.16:14 ).
SÃO IMORTAIS –Os anjos não estão sujeitos à dissolução: nunca morrem. A imortalidade dos anjos se deriva de Deus e depende de Sua vontade. Os anjos são isentos da morte, porque assim Deus os fez. ( Lc.20:35,36 ).
** NÃO SE REPRODUZEM CONFORME SUA ESPÉCIE –As escrituras em parte alguma ensina que os anjos são seres assexuados. Inferências encontramos referindo-se aos anjos, com o uso de pronomes do gênero masculino ( Dn.8:16,17; Lc.1:12,29,30; Apc.12:7; 20:1; 22:8,9 ). Mas, não obstante, o casamento, a reprodução, não é da ordem ou do plano de Deus.
SÃO PODEROSOS –Dotados de poder sobre-humano ( Sl.103:20; II Pd.2:11 ). São uma classe de seres criados superiores aos homens ( Sl.8:5; Hb.2:10 ). Contudo, esse poder tem seus limites estabelecidos, não são Onipotentes ( II Ts.1:7; II Sm.24:16,17 ). Veja demonstração de poder dos anjos – ( At.5:19; 12:7,23; Mt.28:2 ).
Obs: Quão capazes, portanto, são os anjos bons para ministrar ao homem; e quão desesperadora pode ser a oposição dos principados, os dominadores deste mundo tenebroso! Confiemos, portanto, na força do poder do Senhor e de seus ministros, Amém!
SÃO SERES VELOZES –( Mt.26:53 ) O pensamento que deve ser destacado, é que os anjos, cuja residência, supostamente era nos céus, podiam instantaneamente aparecer em defesa de seu Senhor. Como essas legiões de anjos poderiam passar, com tal rapidez, do céu até o triste Getsêmani, ultrapassa nosso entendimento. Sabemos apenas que a possibilidade do fenômeno indica uma atividade e rapidez verdadeiramente maravilhosa.
SÃO SERES PESSOAIS.
Inteligência – Dn.10:14
Emoções – Jó 38:7
Vontade – Is.14:13,14
Não são Oniscientes – Mt.24:36
Não são Onipresentes – Dn.9:21-23
Não são Onipotentes – Dn.10:13
SÃO PERFEITOS E SEM FALHA – ( Gn.1:31 )
Parte dos anjos tornaram-se rebeldes e caídos – ( Jd.6; II Pd.2:4 )
O restante permaneceu obediente – ( Mt.25:31; Sl.99:7 )
SÃO SERES GLORIOSOS – ( Lc.9:26 )
Os anjos são dotados de dignidade e glória sobre-humanos.
** Trechos Principais para considerar: Gn.6:1-4; I Pd.3:18-20; II Pd.2:4 e Judas 6.
Os anjos são chamados “Filhos de Deus” no Velho Testamento nas referências de Jó 1:6; 2:1; 38:7 e também em Gn.6:2,4. Deve ser observado, porém, que, apesar de serem assim chamados, os homens também o foram ( Lc.3:38; Jo.1:12; I Jo.5:1-2 ). A palavra original é “Benai-Elohim”= Filhos de Deus. Por causa do texto de Gn.6:2,4, há polêmica sobre quem foram “OS FILHOS DE DEUS”??
Que os filhos de Deus se refere aos anjos, neste texto de Gn.6, é a posição tomada por Josefo, Filo Judeus e os autores do Livro de Enoque e do Testamento dos Doze Patriarcas; era a posição geralmente aceita pelos judeus eruditos dos primeiros séculos da era cristã. A impressão que geraram “gigantes” foi da Septuaginta (LXX), que também traduziu todos os manuscritos, substituindo “Filhos de Deus” por “anjos de Deus” em Gn.6; Jó 1:6 e 2:1, e por “meus anjos” em Jó 38:7.

OBS:

Gn.6:4- “…Estes eram os valentes que houve na antigüidade, os homens de fama”. Filhos do relacionamento entre “os filhos de Deus” com as “filhas dos homens”. Esta é a definição original dos textos da palavra de Deus e não “NEFILINS”, que encontramos em alguns textos traduzido e não confiáveis, conforme The Theological Workbook of the Old Testament, por Harris, Archer e Waltke. Estes homens gerados eram perversos e dominaram a terra, razão pela qual, Deus viu que havia grande maldade sobre a terra vs 5 e 6.
Argumentos
Teoria de que os “filhos de Deus” eram anjos:
As referências de Jó 1:6; 2:1; 38:7.
A relação anormal, produziu gigantes impiedosos.
Anjos podem aparecer como homens Gn.19:1,5; ou em homens, Mc.1:23-26/ Mc.5:13 ( O Dr. Henry Morris diz: Os filhos de Deus e as filhas dos homens são homens e mulheres, mas foram possessos por demônios.
Em Mt.22:30, o Senhor estava apenas explicando que os anjos não se reproduzem como os humanos. Não há prova que os anjos não tem sexo. Nos originais, a palavra anjos, sempre é no gênero masculino. Alguém explico que os anjos não se reproduz porque não existe “anjas”.
As referências associadas com judas 6; I Pd.3:18-20; II Pd.2:4-6.
Esta teoria foi assegurada por historiadores como Josefo e Plínio.
Os livros apócrifos ( 3 deles ), assegura esta posição.
É considerado que houve duas quedas dos anjos, uma quando Satanás liderou a rebelião, antes da queda do homem e outra em Gn.6.(Teor. Defendida por Clarence Larkin)
Teoria de que os “filhos de Deus” não eram os anjos e sim os descendentes de Sete.
Se anjos de fato se relacionam sexualmente com mulheres, este é um prodígio espetacular da história que viola as normas da natureza, e não há nada na bíblia que diga que anjos tem poderes sexuais.
Em Gn.6, encontramos em seu contexto a seqüência do termo “homem”, vs 1,2,3.
A distinção entre os “filhos de Deus” e Satanás nos textos de Jó 1:6; 2:1 de modo que, claramente entendemos que o título “filhos de Deus” não se refere aos anjos caídos.
Se esta relação entre anjos e mulheres gerou os “Nefilins-gigantes”, como se explica a presença destes, antes deste ato, e depois do dilúvio em Nm.13:33.
A linguagem de Gn.6:2 é normal para expressar relação entre humanos.
Os textos do novo testamento não provam que são anjos:
1Pd.3:18-20- não diz nada sobre estes “espíritos em prisão”, sendo anjos. Pelo contrário, o contexto indica homens, cap.4:6.
2 Pd.2:4 e Judas 6,7- são referências de anjos, mas não provam que eram envolvidos em Gn.6.
Os livros apócrifos, provavelmente foram produzidos pelos essênios, os quais adotaram a interpretação angélica. Josefo trabalhou com este grupo.
3A linguagem de Gn.6:2 é normal para expressar relação entre humanos.
4 SATANÁS antes de sua queda, ocupava um lugar especial entre os querubins ( EZ.28:14 ).
5 SATANAS E SUAS HOSTES CAÍDAS, estão organizadas e preparadas para grandes batalhas do mal. disto podemos concluir que existem duas forças invisíveis e poderosas — uma dirigida por Deus e seus anjos e a outra por satanás e seus anjos, onde a vitória final, será de Deus ( APC.20:7-10; MT.25:41 )
6 HÁ UM CANTICO QUE DIZ: “EU QUERO SER UM ANJO E COM OS ANJOS FICAR”- Contrário à Bíblia. Não podemos dizer que, ser como anjos é ser anjo, também é ensinado, que crianças quando morrem, viram anjos ( Lc.20:35,36)

5.3. – A QUEDA DOS ANJOS.

Dividiremos esta seção em quatro pensamentos:
5.3.a – O FATO DE SUA QUEDA.
5.3.b – A ÉPOCA DE SUA QUEDA.
5.3.c – A CAUSA DE SUA QUEDA
5.3.d – O RESULTADO DE SUA QUEDA.
5.3.a.- O FATO DE SUA QUEDA
A origem do mal.
Com exceção de alguns filósofos e cientistas, que chamam de “erro da mente mortal”, todos os homens reconhecem o fato severo e solene do mal no universo. Verdadeiramente, sua presença no mundo é um dos problemas mais desconcertantes para a filosofia e para a teologia. Acreditamos que os anjos foram criados ( originados ) em estado de perfeição. No relato bíblico da criação, em Gn.1, lemos seis vezes que o que Deus fizera era bom, vs.4, 10, 12, 17, 21, 25, e no vs.31 encontramos as palavras: “Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom”. Isso certamente inclui a perfeição dos anjos em santidade, até esse momento.
Não há dúvidas, portanto, que os anjos foram criados perfeitos (Ez.28:15) e parte destes deixaram seu próprio principado e habitação original perfeita (Judas 6, II Pd.2:4), para criar raízes do mal (Sl.78:49; Mt.25:41; Ap.9:11 e 12:7-9).Não podemos Ter dúvidas que Satanás foi o “chefe” desta rebelião ( Is.14:12; Ez.28:15-17).

5.3.b.- A ÉPOCA DE SUA QUEDA

_ Acreditamos que se deu após toda a criação perfeita de Deus –Gn.1:31- 2:3.
> Veja nota no item——- 5.1. – A ORIGEM DOS ANJOS. , pg. 2 .

5.3.c.- A CAUSA DE SUA QUEDA

Este é um dos profundos mistérios da Teologia. Mostramos que os anjos foram criados perfeitos, como pode tais seres pecarem?
É aqui que podemos ver a perfeição de toda a criação, os Teólogos Latinos são autores de uma frase que diz: “Posse pecare et posse non pecare”. Isso traduz a capacidade de pecar e a de não pecar. É a posição de poder fazer qualquer uma das duas coisas sem ser constrangido a fazer uma ou outra coisa. Em outras palavras, havia liberdade de escolha.
Deus não coagiu nenhuma de suas criaturas, nem mesmo os anjos. Se indagarmos que motivo pode Ter estado por trás dessa rebelião, podemos obter algumas respostas nas Sagradas Escrituras.
GRANDE PROSPERIDADE E BELEZA (Rei de Tiro-Tipo de Satanás-Ez.28:11-19; I Tm.3:6).
AMBIÇÃO DESMEDIDA E A CONCUPISCENCIA DE SER MAIS QUE DEUS (Rei da Babilônia-Tipo da Satanás-Is.14:13,14).

5.3.c.1- Veja os passos que levaram à queda.

SUBIREI AO CÉU – vs.13 – Satanás queria a posição ao lado de Deus no céu, lugar este reservado a Cristo – Ef.1:20.
EXALTAREI MEU TRONO – vs.13 – Satanás queria seu trono sobre todo principado, potestade e domínio, lugar este prometido a Cristo – Ef.1:21.
ME ASSENTAREI NO MONTE DA CONGREGAÇÃO – vs.13 – Satanás queria reinar sobre o povo de Deus, privilégio este dado ao Messias prometido – Is.9:6-7.
SUBIREI ACIMA DAS MAIS ALTAS NUVENS – vs.14 – Satanás queria a Glória que só Deus tem, e esta pertence a Cristo – Jo.17:5.
SEREI SEMELHANTE AO ALTÍSSIMO – vs.14 – Satanás queria o poder e a autoridade do altíssimo, e esta pertence somente a Cristo – Jo.8:58.

5.3.d.- O RESULTADO DE SUA QUEDA

Perderam sua santidade original e se tornaram corruptos em natureza e conduta ( Mt.10:1; Ef.6:11,12; Ap.12:9 ).
Alguns deles foram lançados no “inferno-Tártaro”, e acorrentados até o dia do julgamento (II Pd.2:4).
Alguns estão em liberdade e trabalham em definida oposição à obra dos anjos bons (Ap.12:7-9; Dn.10:12,13,20,21; Judas 9).
A terra foi amaldiçoada por causa do pecado de Adão (Gn.3:17-19) e a criação está gemendo por causa da queda ( Rm.8:19-22), tanto de Adão como dos anjos caídos.
Um dia serão lançados sobre a terra (Ap.12:8,9) e, após seu julgamento serão lançados no “Lago de Fogo” ( I Co.6:3; Mt.25:41; II Pd.2:4; judas 6).
20 Capítulo
A CLASSIFICAÇÃO, E O DESTINO DOS ANJOS.

5.4 – A CLASSIFICAÇÃO DOS ANJOS.

CLASSIFICAM-SE OS ANJOS EM DUAS GRANDES CLASSES:
Anjos Bons. – Descritos como seres Alados(voadores-Dn.9:21; Ap.14:6), PARA NOS FAVORECER ( Sl.91:11; Hb.1:14; Dn.6:22).
Guiam e guardam os crentes – ( Sl.91:11; Hb.1:14 ).
Ministram ao povo de Deus – ( Hb.1:14; Mt.4:11; Lc.2243 ).
Defendem e livram os servos de Deus – ( Gn.19:11; At.5:19-20 ).
Guardam os eleitos falecidos – ( Lc.16:22; Lc.24:22-24; Jd.9 ).
Cooperam na separação entre justos e ímpios – ( Mt.13:49; Mt.25:31-32 ).
Cooperaram no castigo imposto aos ímpios – ( II Ts.1:7-8 ).
1.1. Classificação em ordem > Veja item 5.1.1.-O Propósito de sua origem – Pg.3
Anjos maus. ( Aprisionados/ Libertos/ Demônios e Satanás ) – PROPÓSITO DE OPOR-SE E DESTRUIR A OBRA DE DEUS E SEUS SANTOS.
( Zc.3:1; II Co.12:7; Ff.6:11,12; II Co.11:14, 4:4; I Pd.5:8 ).
– Anjos aprisionados – Consiste de estarem confinados em abismos de trevas e estarem presos por algemas eternas, reservados para o juízo do grande dia. ( II Pd.2:4 e Jd.6 ).
- Anjos Libertos – Estão incluídos em todo “principado, potestade, poder e domínio. São normalmente mencionados em conexão com Satanás, seu líder ( Ef.1:21, 6:12; Cl.2:15; Mt.24:41; Ap.12:7-9, 9:14; I Co. 6:3 )
– Demônios – Aparece três vezes no V.T.( Dt.32:17; Sl.106:37 e Lv.17:7 ).
Não são almas dos homens maus.
Não são os espíritos desincorporados de uma raça pré-Adâmica
—–( Sl.9:17; Lc.16:26-31; Ap.1:18; Ap.12:7-9 )—–
– Satanás – Este ser sobre-humano é mencionado expressamente no velho testamento ( Gn.3:1-15; Jó 1:6-12, 2:1-7; Zc.3:1,2 ). Já no N.T., é mencionado freqüentemente ( Mt.4:1-11; Lc.18:18,19; Jo.13:2,27; I Pd.5:8; Ap. caps.12,12:1-4, 20:1-3, 7-10 ).
COLEÇÃO DE NOMES: EX: Diabo ( Ap.20:2 )/ Abadom / Apolion / Belzebu / Belial / Malígno / Adversário / Serpente / Acusador / Enganador / mal / Homicida / deus deste século / Potestade do ar / Pai da mentira / Sedutor / Caluniador / Tentador .

5.5– O DESTINO DOS ANJOS.

Anjos Bons – Continuarão servindo a Deus por toda a Eternidade ( Ap.21:1, 2, 12 ).
Anjos Maus – Temos informação definitiva de que terão sua parte no LAGO DE FOGO (Gehenna-Mt.25:41 ). Quando Cristo voltar, os crentes terão parte no julgamento, ou condenação dos anjos maus ( I Co.6:3 ).
O destino de Satanás – Será lançado no abismo (Tartaroo-Ap.20:1-3 ), onde ficará confinado e acorrentado por 1.000 anos. Então será solto por “pouco tempo”, durante o qual tentará frustrar os propósitos de Deus aqui na terra ( Ap.20:7-8 ). E daí, por fim, ele e seus anjos serão lançados no Lago de Fogo ( Mt.5:41; Ap.20:10 e 14 ), seu destino final, onde serão atormentados para todo o sempre.
Definições para : INFERNO- Lugar destinado ao suplício das almas dos perdidos.
Há quatro definições para esta palavra.
1 – SHEOL – hb., V.T., o mundo dos mortos.( Dt.32:22; II Sm.22:6; Sl.18:5 )
2 – HADES – gr., corresponde a Sheol, lugar das almas que partiram deste mundo. ( Mt.11:23, 16:18; Lc.16:23; At.2:27 )
3 – GEHENNA – gr., vale de Hinom, um vale de Jerusalém, onde se fazia sacrifícios humanos. Termo usado para designar um lugar de suplício eterno. ( Mt.5:22, 29-30, 10:28, 18:9, 23:15, 33; Lc.12:5; Tg.3:6; Ap.20:10 e 14 )
4 – TARTAROO – gr., derivado de Tartaros, o mais profundo abismo do Hades.( I Pd.2:4; Ap.20:3 )
Amém, Louvado seja Deus pela nossa Salvação e livramento – Ap.21:6-7

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.